Afinal, o que é uma Startup?

Padrão

Google, Yahoo!, Zappos!, Camiseteria, Samba Tech, byMK, Migre.me, Portal JusBrasil. Quando mencionarem sobre startups você com certeza irá ouvir um destes nomes citados.

Ao buscar sobre ‘conceitos’, encontrei diversas definições sobre o que são Startups.

Start-up é um modelo de empresa jovem, embrionária, recém-criada, ou ainda em fase de constituição, implementação e organização de suas operações (o que é mais comum). Podendo até mesmo sequer ter iniciado a comercialização de seus produtos e serviços. Pode também ser uma empresa totalmente solidificada no mercado que beneficiou de um crescimento rápido.

Da Zerotrack Inteligência Digital.

Comparando as empresas que citei no início com a definição apresentada acima, se encaixam.

Porém, será que toda empresa jovem, com negócios na internet é uma Startup?

Sites de compras coletivas, Facebook, Twitter, um portal de entretenimento, uma loja virtual no Etsy para vender artesanato, serão exemplos de startups também?

Era a minha dúvida ao ler diversas definições.

Na apresentação abaixo, do grupo Inovadores ESPM, responde e explica sobre a diferença entre um empreendimento digital e uma startup.

Ufa. Agora você consegue ter uma ideia melhor do que se trata, mas não vou parar por aí.

O Yuri Gitahy, mentor e fundador da Aceledora e especialista no assunto, possui outra adição:

Muitas pessoas dizem que qualquer pequena empresa em seu período inicial pode ser considerada uma startup. Outros defendem que uma startup é uma empresa com custos de manutenção muito baixos, mas que consegue crescer rapidamente e gerar lucros cada vez maiores. Mas há uma definição mais atual, que parece satisfazer a diversos especialistas e investidores: uma startup é um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza.

As Startups são mais frequentes na Internet porque é bem mais barato criar uma empresa de software do que uma de agronegócio ou biotecnologia, por exemplo, e a web torna a expansão do negócio bem mais fácil, rápida e barata – além da venda ser repetível. Mesmo assim, um grupo de pesquisadores com uma patente inovadora pode também ser uma startup – desde que ela comprove um negócio repetível e escalável.

Trechos do artigo do portal da revista Exame.

Em dos chats recentes do Papos na Rede, o Jonny Ken, contou que cuida praticamente sozinho do Migre.Me que também é considerada uma startup.

Nem sempre uma startup precisa de uma grande equipe. Basta de organização e muito trabalho. A minha sorte é que eu tenho muitos amigos, com especialidades diferentes que me ajudam.

- Relato do Jonny Ken sobre empreendedorismo no chat do Papos na Rede que rolou em junho deste ano. (vale MUITO a pena conferir esse chat!)

Neste sábado, 27/08, acontece a sétima edição do Bate-papo sobre e-Commerce em Salvador na Livraria Cultura às 14h.

O tema do Bate-papo será sobre Startups.
No próximo post falo um pouco mais do evento e dos convidados.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s